Dar uns “amassos” na própria mãe…explica essa Freud…

Ou…Como se tornar um broxa eterno???

l-116655

Fácil…é só “pegar a sua mãe” e dar uns amassos nela…e descobrir depois…explico…

Darkroom (do inglês, quarto escuro) é um quarto iluminação muito baixa ou totalmente escura que existe em alguns bares, boates ou saunas. A finalidade do dark room é atividade erótica ou sexual entre os presentes que é anônima por causa da escuridão, e por isso pode ajudar reduzir as inibições.
Berenice Alcântara Olivetti, 43 anos, empresária e mãe de dois filhos, descobriu após seu momento de orgasmo que o causador daquela sensação tão intensa era seu próprio filho de 19 anos. A surpresa aconteceu no Darkroom de uma boate voltada para encontros eróticos localizada na região de Presidente Prudente, interior de São Paulo.

Carlos Victor Alcântara Olivetti tentou romper com um dos princípios éticos do darkroom que é zelar ao máximo pelo anonimato dos presentes. O filho de Berenice após degustar o orgasmo sacou um smartphone para que o led da tela pudesse revelar a secreta identidade daquela mulher tão liberal que alimentou seu prazer por boa parte da noite.

Apesar do som muito alto da casa relatos de presentes afirmam que foi possível neste momento ouvir o grito solitário do rapaz absolutamente surtado e desesperado com a revelação. O fato aconteceu há 8 dias a até o presente momento o rapaz não regressou para a casa dos pais.

Berenice teme que o filho tenha cometido suicídio, pois peritos da polícia federal notaram que depois do fato ele não mais usou o telefone, cartões de crédito/débito e redes sociais. Em seu depoimento a polícia ela revelou o fato em detalhes e se mostrou bastante abatida.

Nada disso teria acontecido se o rapaz não tentasse infringir as normas do darkroom, antes de praticar aventuras eróticas busque se informar sobre o código de ética que fundamenta tal prática. A casa noturna publicou nas redes sociais a seguinte mensagem: Sexo é prazer, mas prazer com responsabilidade. Se não aguenta a brincadeira continue a praticar ‘trabalhos manuais’.

Nenhum comentário:

Postar um comentário